Casa de Retiros ISCF – Espiritualidade e formação

Começou a funcionar em 1975 e surgiu da necessidade de criar um espaço de vivência de espiritualidade mas também de formação. A casa de retiros do Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF) é um espaço por onde passam periodicamente todas as Cooperadoras da Família, quer para realizar retiros, quer para participar em ações de formação dentro do Instituto. Mas esta casa é também um espaço de formação para os colaboradores de todos os equipamentos sociais que formam a Família Blasiana. “É uma casa voltada para a formação humana, espiritual, social e familiar”, explica a sua diretora, a Cooperadora da Família, Lucinda Teixeira.

Com 70 quartos, duas capelas, um anfiteatro (com capacidade até 200 pessoas) um espaço exterior ajardinado com recantos que convidam à reflexão e meditação, a casa de retiros do ISCF é uma casa de acolhimento. Por aqui passam as cooperadoras no retiro anual e no lançamento de cada ano, por aqui passam os encontros dos grupos de jovens Focos de Esperança, ligados ao Instituto, mas por aqui também passam outros movimentos da Igreja e familiais que vêm simplesmente para orar, refletir num tempo marcado pelo silêncio.

As peregrinações dos dias 12 e 13 são também uma importante parte da missão de acolhimento que esta casa desenvolve. E no próximo mês de maio, a presença do Papa Francisco em Fátima reveste-se de particular significado para as nove Cooperadoras que aqui vivem e que aqui prestam serviço, apoiadas por cinco colaboradoras.

Uma casa que está em relação direta com o Centro de Cooperação Familiar, Lar Betânia, do outro lado da Rua que tem o nome do Fundador da Família Blasiana, Rua Monsenhor Alves Brás. A diretora da casa de retiros, Lucinda Teixeira, também presta apoio às Cooperadoras do Lar Betânia e seus utentes, bem como às Cooperadoras que vivem nas suas próprias casas na zona de Fátima. Entre as Cooperadoras da casa de retiro, as Cooperadoras do Lar Betânia e as Cooperadoras que vivem em suas casas, são 35 Cooperadoras ligadas diretamente à casa de retiros do ISCF.

 Texto: Im/Jornal da Família 

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

“Porque não eu?”

Sonhava casar com um bom homem e ter muitos filhos. Um dia descobre que Deus tinha outro projeto para ela. A história de uma vocação em discurso direto

Ler Mais >>