2018 – Impactos

Entre outros acontecimentos, neste Novo Ano três realidades vão ser objeto de particular atenção: Ano Europeu do Património Cultural; Sínodo dos Bispos sobre a realidade Juvenil e o IX Encontro Mundial das Famílias.

Ao proclamar 2018 “Ano Europeu do Património Cultural, a EU pretende “sensibilizar os cidadãos para o seu valor, a sua riqueza e beleza, mas também mobilizá-los para a sua preservação e defesa. Trata-se de um bem comum.

Sobretudo à Família, mas também à escola e a outros ambientes educativos, compete fornecer aos mais novos as ferramentas básicas, que lhes permitam compreender, valorizar e defender este riquíssimo e valioso património. Sensibilizados e formados, os jovens são capazes de se comprometer na sua preservação.

É esta confiança nos jovens que leva o Papa Francisco à realização do Sínodo em outubro de 2018, no qual pretende desafiar a igreja a olhar a realidade juvenil; a saber rentabilizar e reencaminhar para o bem, as suas energias mais profundas, mas também a neutralizar os seus devaneios, que tantas vezes deixam marcas de destruição fortuita, quer na vida humana, quer na realidade histórico/patrimonial, quer nas infraestruturas ao serviço do bem comum.

Subordinado ao tema: “O Evangelho da Família – alegria para o mundo”, a realizar em Dublin, em agosto de 2018, o IX Encontro Mundial das Famílias, pretende chamar atenção para a necessidade que o mundo tem de famílias que sejam verdadeiros educadores e verdadeiros modelos para as gerações mais jovens.

Pelo papel que desempenha na transformação do mundo, a família, é também ela, um património humano universal a valorizar e preservar. Nela está o segredo da mudança como bem afirma o Pe. Brás “A preocupação de salvar a humanidade das angústias que a atormentam deve ser precedida da preocupação de salvar a Família. É que salva a Família, salva está a humanidade”.

Vieira Maria

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Papa denúncia solidão e abandono dos idosos

“Muitas vezes me sucedeu, como bispo de Buenos Aires, ir visitar lares de terceira idade, dando-me conta de como raramente recebiam visitas aquelas pessoas: algumas, há muitos meses, não viam os seus familiares”. Papa denúncia a solidão e o abandono dos mais velhos na mensagem para o IV Dia Mundial dos Avós e Idosos.

Ler Mais >>

Não te abandonarei!

No próximo dia 28 de julho assinala-se o IV Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Na mensagem para este dia, o Papa Francisco denuncia a solidão e o abandono dos mais velhos. Juan Ambrosio pega na mensagem do Papa para nos lembrar que avós e idosos “não são só o passado, são também o presente que nos pode dar a garantia de um futuro mais humano”.

Ler Mais >>

Casamento como ato de amor e coragem

Num tempo marcado pelo efémero e pelo descarte “é preciso tomar a cultura do cuidado em relação ao matrimónio”, afirma o Pe. Quirino Sapalo, autor do livro “Casamento-to Hoje – Um desperdício de tempo ou ato de coragem”.

Ler Mais >>

Dia Mundial da População

Neste mês, a convite da ONU, assinala-se o Dia Mundial da População. Somos mais, mas não estamos equitativamente distribuídos pelas várias regiões do globo. E qual o papel da Igreja no planeamento e desenvolvimento populacional mundial. Murillo Missaci reflete sobre o tema.

Ler Mais >>

Férias “pedagógicas”

Os meses de verão são, para muitas pessoas, sinónimo de férias em família. Para as crianças são um tempo mais descontraído depois das regras e disciplina do ano letivo. Mas cuidado… não se pode ceder a todas as “exigências” das crianças. Jorge Cotovio, avô de cinco netos, deixa algumas dicas para que as crianças não esqueçam as regras básicas de convivência em período de férias.

Ler Mais >>