Família Blasiana leva “cidadania ecológica” a Fátima

X Peregrinação da Família Blasiana irá congregar em Fátima, no próximo dia 17 de junho, as Obras fundadas por Monsenhor Joaquim Alves Brás

O tema da ecologia e do cuidado da natureza congregará no próximo dia 17 de junho a Família Blasiana em Fátima. “Cuidar a casa comum – a nossa missão” é o tema da X Peregrinação que pretende reunir todos aqueles que direta ou indiretamente comungam do carisma de Monsenhor Alves Brás, fundador de várias Obras que têm por missão o cuidado da santificação da família.

“É na Família que tudo começa”, afirma Alice Cardoso, coordenadora geral do Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF), que juntamente com a Obra de Santa Zita, o Centro de Cooperação Familiar, o Movimento por um Lar Cristão e o movimento juvenil Focos de Esperança, formam a Família Blasiana. “A família é o lugar privilegiado para o desenvolvimento de uma cidadania ecológica e integral capaz de construir uma relação de reciprocidade responsável entre os vários elementos que constituem a natureza”, afirma a responsável pela ISCF.

Nesta peregrinação a Família Blasiana quer reafirmar o seu compromisso na defesa e cuidado da casa comum “apostando na formação/educação integral a começar pelos mais pequeninos”, explica Alice Cardoso. Uma formação/educação que tenha em conta “o respeito pelo valor da vida e da família; a utilização mais racional e responsável dos recursos da natureza; o recurso à reciclagem; a adoção de medidas preventivas”.

Este dia está a ser preparado há já algum tempo, tendo por base o texto da Encíclica Laudato Si do Papa Francisco. Na parte da manhã, a Família Blasiana, participa no programa oficial do Santuário com a oração do terço seguido da Eucaristia Internacional. Na parte da tarde, reúne-se no anfiteatro do Centro Pastoral Paulo VI para um espaço de animação/mensagem dinamizado pelo mote – Celebrar e cuidar “o livro da natureza uno e indivisível” (LS nº 6). Este momento conta com a participação da Juventude Blasiana/Jovens Focos de Esperança e com as crianças que frequentam os Equipamentos Sociais da Obra de Santa Zita e do Centro de Cooperação Familiar. “A cada Equipamento Social foi atribuída uma realidade, deste planeta, que urge cuidar para que no futuro as novas gerações possam crescer num harmonioso abraço entre o homem e a natureza”, explica Alice Cardoso.

A organização promete um espetáculo cheio de criatividade realizado através de várias técnicas de expressão. Jovens e crianças preparam-se para trazer ao Paulo VI uma mensagem de esperança apelando a uma sociedade mais humana e ecológica.

Uma peregrinação que vai congregar para orar, celebrar, conviver, partilhar e robustecer os laços de pertença a esta grande família espiritual.

Consultar programa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Casamento como ato de amor e coragem

Num tempo marcado pelo efémero e pelo descarte “é preciso tomar a cultura do cuidado em relação ao matrimónio”, afirma o Pe. Quirino Sapalo, autor do livro “Casamento-to Hoje – Um desperdício de tempo ou ato de coragem”.

Ler Mais >>

Dia Mundial da População

Neste mês, a convite da ONU, assinala-se o Dia Mundial da População. Somos mais, mas não estamos equitativamente distribuídos pelas várias regiões do globo. E qual o papel da Igreja no planeamento e desenvolvimento populacional mundial. Murillo Missaci reflete sobre o tema.

Ler Mais >>

Férias “pedagógicas”

Os meses de verão são, para muitas pessoas, sinónimo de férias em família. Para as crianças são um tempo mais descontraído depois das regras e disciplina do ano letivo. Mas cuidado… não se pode ceder a todas as “exigências” das crianças. Jorge Cotovio, avô de cinco netos, deixa algumas dicas para que as crianças não esqueçam as regras básicas de convivência em período de férias.

Ler Mais >>

Santa Zita, um exemplo de ontem e de hoje, servir e trabalhar na caridade

A história de vida de Santa Zita está intimamente ligada a Lucca, em Itália. Por isso, o Dia de Santa Zita, que se assinala a 27 de abril, ganha aqui mais significado. Que o diga Cristiano Cirillo que neste dia visitou Lucca e a Basílica de San Frediano onde repousam os restos mortais da Santa que deu nome a uma das obras fundadas pelo Padre Alves Brás.

Ler Mais >>

Caneta ou teclado

A crescente digitalização chegou também à escrita e o teclado e o ecrã tomaram o lugar da caneta e do papel. Mas a escrita manual, sobretudo nos primeiros anos de escolaridade, tem um papel primordial no processo de aprendizagem da criança. A professora Goretti Valente explica porquê.

Ler Mais >>

Desafios da adoção

A adoção é sempre um desafio, mas o desafio torna-se ainda maior na adoção de crianças mais velhas, o que leva os pais adotantes a preferir crianças ainda bebés. Furtado Fernandes relata um caso de adoção de dois irmãos, com mais de 6 anos, que contraria a ideia que a adoção de crianças mais velhas é mais problemática.

Ler Mais >>