Família Blasiana leva “cidadania ecológica” a Fátima

X Peregrinação da Família Blasiana irá congregar em Fátima, no próximo dia 17 de junho, as Obras fundadas por Monsenhor Joaquim Alves Brás

O tema da ecologia e do cuidado da natureza congregará no próximo dia 17 de junho a Família Blasiana em Fátima. “Cuidar a casa comum – a nossa missão” é o tema da X Peregrinação que pretende reunir todos aqueles que direta ou indiretamente comungam do carisma de Monsenhor Alves Brás, fundador de várias Obras que têm por missão o cuidado da santificação da família.

“É na Família que tudo começa”, afirma Alice Cardoso, coordenadora geral do Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF), que juntamente com a Obra de Santa Zita, o Centro de Cooperação Familiar, o Movimento por um Lar Cristão e o movimento juvenil Focos de Esperança, formam a Família Blasiana. “A família é o lugar privilegiado para o desenvolvimento de uma cidadania ecológica e integral capaz de construir uma relação de reciprocidade responsável entre os vários elementos que constituem a natureza”, afirma a responsável pela ISCF.

Nesta peregrinação a Família Blasiana quer reafirmar o seu compromisso na defesa e cuidado da casa comum “apostando na formação/educação integral a começar pelos mais pequeninos”, explica Alice Cardoso. Uma formação/educação que tenha em conta “o respeito pelo valor da vida e da família; a utilização mais racional e responsável dos recursos da natureza; o recurso à reciclagem; a adoção de medidas preventivas”.

Este dia está a ser preparado há já algum tempo, tendo por base o texto da Encíclica Laudato Si do Papa Francisco. Na parte da manhã, a Família Blasiana, participa no programa oficial do Santuário com a oração do terço seguido da Eucaristia Internacional. Na parte da tarde, reúne-se no anfiteatro do Centro Pastoral Paulo VI para um espaço de animação/mensagem dinamizado pelo mote – Celebrar e cuidar “o livro da natureza uno e indivisível” (LS nº 6). Este momento conta com a participação da Juventude Blasiana/Jovens Focos de Esperança e com as crianças que frequentam os Equipamentos Sociais da Obra de Santa Zita e do Centro de Cooperação Familiar. “A cada Equipamento Social foi atribuída uma realidade, deste planeta, que urge cuidar para que no futuro as novas gerações possam crescer num harmonioso abraço entre o homem e a natureza”, explica Alice Cardoso.

A organização promete um espetáculo cheio de criatividade realizado através de várias técnicas de expressão. Jovens e crianças preparam-se para trazer ao Paulo VI uma mensagem de esperança apelando a uma sociedade mais humana e ecológica.

Uma peregrinação que vai congregar para orar, celebrar, conviver, partilhar e robustecer os laços de pertença a esta grande família espiritual.

Consultar programa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Cultura do descarte

“A cultura do descarte é uma das mais significativas sequelas do vírus do narcisismo”, escreve Furtado Fernandes num artigo que reflete sobre o provisório e o efémero que caracterizam a atualidade.

Ler Mais >>

Em Roma, uma Igreja que fala português

Uma eucaristia em Roma para fazer memória das virtudes heroicas do Pe. Alves Brás deu o mote à rubrica mensal de Cristiano Cirillo pela beleza da espiritualidade em viagem. Por entre a vida e Obra do Fundador da Família Blasiana, ficamos a conhecer a Igreja de Santo António dos Portugueses em Roma.

Ler Mais >>

Padre Joaquim Alves Brás celebrado em Roma

Com os olhos postos no centenário da sua ordenação sacerdotal, o Pe. Alves Brás foi celebrado em Roma por ocasião das datas do seu nascimento e morte. A Igreja de Santo António dos Portugueses acolheu a celebração eucarística e Murillo Missaci conta-nos os pormenores.

Ler Mais >>

Celebrar e fazer acontecer o novo e a novidade

Num tempo de interpelações e desafios constantes “não nos podemos esquecer deste recomeço, desta novidade e deste novo que cada Páscoa nos lembra e volta a fazer acontecer”, diz-nos Juan Ambrosio na sua crónica mensal para o Jornal da Família.

Ler Mais >>