Várias cidades acolhem “Caminhada Pela Vida 2018″

Lisboa, Porto, Viseu, Aveiro e Braga acolhem “Caminhada pela Vida 2018” no dia 27 de outubro

A Federação Portuguesa pela Vida vai promover a “Caminhada pela Vida 2018” em várias cidades do país, no próximo dia 27 de outubro, a partir das 15h00. Uma iniciativa que vai lançar a campanha “A vida em primeiro lugar”, que também é o tema da caminhada.

Esta campanha vai estar de olhos postos nas eleições europeias e legislativas de 2019. Pede clareza aos partidos políticos e aos cabeças de lista concorrentes às eleições europeias e legislativas, sobre as suas posições políticas relativamente aos temas pró-vida.

Em lisboa a “Caminha Pela Vida 2018” começa no Largo Camões, no Chiado, no Porto tem início no Jardim de São Lázaro, em Viseu o ponto de encontro é no Campo de Viriato, em Aveiro é no Cais da Fonte Nova e em Braga na Avenida Central.

Com origem nas campanhas para os referendos sobre o aborto de 1998 e 2007, a ‘Caminhada pela Vida’ foi retomada de modo anual em 2012 com o objetivo de alertar para a importância da defesa da vida, desde a conceção até à morte natural.

Atualmente, e até 4 de novembro, está a decorrer a campanha de oração ‘40 dias pela Vida’ 2018, pela rejeição do aborto, em frente à Clínica dos Arcos em Lisboa, e em “mais de 400 cidades do mundo”, informa a Federação Portuguesa pela Vida, instituição que reúne associações e fundações que têm “por objeto e finalidade a defesa da vida”.

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Casamento como ato de amor e coragem

Num tempo marcado pelo efémero e pelo descarte “é preciso tomar a cultura do cuidado em relação ao matrimónio”, afirma o Pe. Quirino Sapalo, autor do livro “Casamento-to Hoje – Um desperdício de tempo ou ato de coragem”.

Ler Mais >>

Dia Mundial da População

Neste mês, a convite da ONU, assinala-se o Dia Mundial da População. Somos mais, mas não estamos equitativamente distribuídos pelas várias regiões do globo. E qual o papel da Igreja no planeamento e desenvolvimento populacional mundial. Murillo Missaci reflete sobre o tema.

Ler Mais >>

Férias “pedagógicas”

Os meses de verão são, para muitas pessoas, sinónimo de férias em família. Para as crianças são um tempo mais descontraído depois das regras e disciplina do ano letivo. Mas cuidado… não se pode ceder a todas as “exigências” das crianças. Jorge Cotovio, avô de cinco netos, deixa algumas dicas para que as crianças não esqueçam as regras básicas de convivência em período de férias.

Ler Mais >>

Santa Zita, um exemplo de ontem e de hoje, servir e trabalhar na caridade

A história de vida de Santa Zita está intimamente ligada a Lucca, em Itália. Por isso, o Dia de Santa Zita, que se assinala a 27 de abril, ganha aqui mais significado. Que o diga Cristiano Cirillo que neste dia visitou Lucca e a Basílica de San Frediano onde repousam os restos mortais da Santa que deu nome a uma das obras fundadas pelo Padre Alves Brás.

Ler Mais >>

Caneta ou teclado

A crescente digitalização chegou também à escrita e o teclado e o ecrã tomaram o lugar da caneta e do papel. Mas a escrita manual, sobretudo nos primeiros anos de escolaridade, tem um papel primordial no processo de aprendizagem da criança. A professora Goretti Valente explica porquê.

Ler Mais >>

Desafios da adoção

A adoção é sempre um desafio, mas o desafio torna-se ainda maior na adoção de crianças mais velhas, o que leva os pais adotantes a preferir crianças ainda bebés. Furtado Fernandes relata um caso de adoção de dois irmãos, com mais de 6 anos, que contraria a ideia que a adoção de crianças mais velhas é mais problemática.

Ler Mais >>