Papa recebeu responsáveis pela pastoral vocacional na Europa

Trabalhar “pelas vocações” não significa “procurar novos sócios para um clube”, afirma Francisco.

O Papa Francisco recebeu hoje (6 de junho) no Vaticano os responsáveis pela pastoral vocacional na Europa. Portugal esteve representado por D. António Augusto Azevedo, presidente da comissão episcopal responsável pelo sector.

Francisco disse aos participantes na audiência que, para ajudar um jovem a descobrir a sua vocação, é necessário “paciência e capacidade de ouvir”, um desejo de “ficar cansado”.

O pontífice deixou de lado o discurso que tinha preparado para os participantes do Congresso dos Centros Nacionais para as Vocações das Igrejas da Europa, referindo, de improviso, que trabalhar “pelas vocações” não significa “procurar novos sócios para um clube”.

“O crescimento da Igreja faz-se por atração, não por proselitismo”, insistiu.

Francisco destacou que os jovens “são diferentes em todos os lugares, mas são iguais em ansiedade, em sede de grandeza, no desejo de fazer o bem”.

Fonte: Agência Ecclesia

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

“Porque não eu?”

Sonhava casar com um bom homem e ter muitos filhos. Um dia descobre que Deus tinha outro projeto para ela. A história de uma vocação em discurso direto

Ler Mais >>