Jornal da Família – 60 anos de vida e os desafios do digital

Foi fundado por Monsenhor Alves Brás em 1960. Ao longo de seis décadas adequou conteúdos e linguagens para estar ao serviço da formação e da informação da Família.

Jornal da Família assinala em 2020 60 anos de vida. Fundado por Monsenhor Alves Brás, o primeiro número foi publicado em janeiro de 1960. Seis décadas depois continua a ser um instrumento valioso na realização do Carisma do Instituto Secular das Cooperadora da Família (ISCF), que tem por missão “O cuidado da Santificação da Família”.

Para Maria da Conceição Vieira, o Jornal da Família “afirmou-se entre muitos outros, porque soube adequar-se nos seus conteúdos e na sua apresentação gráfica” e “soube acompanhar a evolução da realidade familiar, eclesial, social e política”. Em entrevista,  a atual diretora deste órgão de comunicação social de inspiração cristã, afirma que o Jornal da Família tem sido “veículo de cultura, de formação e informação, de apoio à formação dos pais e avós, na vivência da sua vocação e na sua missão de educadores”.

Com uma periodicidade mensal, o Jornal da Família procura levar à Família tudo o que a ela diz respeito nas várias áreas da sua vocação e missão. “À luz do Evangelho e da doutrina do Magistério da Igreja, procura: formar, informar, iluminar, sugerir; propor modos concretos de atuação e de compromisso; elucida sobre os seus direitos e deveres; informa sobre as políticas familiares, na conjuntura nacional, internacional e mundial e adverte sobre os princípios menos éticos que pretendem ferir a essência da vocação e da missão da família, como a crescente tendência a secundarizar o seu papel na construção de uma sociedade mais fraterna e harmoniosa”, afirma Conceição Vieira. 

Para além de uma pequena redação, o Jornal da Família conta com uma equipa de colaboradores especializados, a quem as Cooperadoras da Família manifestam um “profundo agradecimento”, que, a título gratuito e convictos do valor insubstituível da família, enriquecessem o jornal com os seus artigos, possibilitando deste modo, a sua continuidade.

Consciente da importância das plataformas digitais junto das novas gerações, o Jornal da Família tem vindo a disponibilizar alguns dos seus conteúdos no site do ISCF (www.iscf.pt) para a partir daqui chegar às redes sociais. O desafio tem sido adequar conteúdos e linguagem, sem perder identidade, a redes sociais como o facebook, instagram ou youtube.

A captação de novos assinantes para a edição impressa e novos leitores para as plataformas digitais são os grandes desafios para o futuro. A coexistência entre o papel e o digital são para já a solução mais viável. Se por um lado, na edição em papel os custos de impressão ainda são avultados, por outro, do digital ainda não se retiram lucros.

Mas os desafios passam também pela pertinência dos conteúdos. “Que sejam úteis à família e o mais possível relacionados com as suas dinâmicas existenciais, relacionais e laborais”, defende Conceição Vieira.

Para assinalar 60 anos de vida, a edição de janeiro do Jornal da Família trará com ela um calendário alusivo à data.  Ao longo deste ano, cada edição contará também com excertos dos primeiros jornais, publicados ao longo do ano de 1960. Por ocasião das seis décadas de vida deste jornal, será também oferecida uma assinatura por um ano, às famílias que inscreverem os seus filhos, pela primeira vez, nos Equipamento da Infância, dinamizados pelas Cooperadoras da Família. E para quem angariar 10 novas assinaturas, as Cooperadoras da Família oferecem um fim de semana, com diária completa, nos alojamentos de Casegas, terra natal de Monsenhor Alves Brás, ou em Fátima.

Jornal da Família é um jornal por assinatura. Atualmente tem uma tiragem de 7.500 exemplares que chegam mensalmente aos assinantes de Portugal Continental (6.250 assinaturas), Ilhas (254 assinaturas), Europa (134 assinaturas) e resto do mundo (270 assinaturas).

Para novas assinaturas contactar:
admjornaldafamilia@iscf.pt
Tel: 213 942 425

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

“Porque não eu?”

Sonhava casar com um bom homem e ter muitos filhos. Um dia descobre que Deus tinha outro projeto para ela. A história de uma vocação em discurso direto

Ler Mais >>