Faleceu Manuel Caetano Simões

Manuel Caetano Simões , juntamente com a esposa, Graça Simões, foram durante muitos anos o casal Coordenador do Movimento por um Lar Cristão (MLC) na diocese de Lisboa.

Manuel Caetano Simões lutou durante os últimos tempos contra a doença. Uma luta acompanhada de perto pela esposa, Graça Simões, e pela restante família.  Ontem partiu para junto do Pai. 

Manuel Caetano Simões , juntamente com a esposa, Graça Simões, foram durante muitos anos o casal Coordenador do Movimento por um Lar Cristão (MLC) na diocese de Lisboa. 

Depois de deixarem este cargo, estiveram sempre presentes nas atividades do Movimento, bem como nas atividades levadas a cabo pelas Cooperadoras da Família.

Sempre presentes, sempre disponíveis, sempre dispostos a colocar a sua experiência, os seus dons ao serviço de outras famílias.

Recentemente, Manuel e Graça participaram nos encontros do MLC promovidos para a vivência do tempo Quaresmal e Pascal através de uma plataforma digital. 

Uma vivência que partilharam num texto que enviaram para a edição de maio do Jornal da Família, que chegará no início do próximo mês a casa dos assinantes.

O Movimento por um Lar Cristão e as Cooperadoras da Família enviam os sinceros sentimentos a todo a família e partilham a sua dor, nomeadamente num momento em que, devido à pandemia, não poderão estar presentes nas cerimónias fúnebres.

O funeral decorre hoje numa cerimónia restrita aos membros da família.

Deixamos-lhe as palavras sentidas de Graça Simões, esposa e companheira de uma vida.

Por toda a vida, caminharei por Amor… porque a vida é eterna…
Por toda a vida, o teu Amor vai ser o meu maior trunfo…
Por toda a vida, os nossos momentos serão eternos…
Por toda a vida, o meu coração guardará todos os nossos acontecimentos…
Por toda a vida, o meu coração estará contigo…

Por toda a vida, a beleza dos nossos dias estarão contigo, assim como a lua e as estrelas estarão para o Universo…
Por toda a vida, hei-de lembrar de tudo o que te fiz e o que te não consegui fazer…
Por toda a vida, terei em ti meu amor a eternidade da minha alma…
Por toda a vida, verei que afinal, há um fim…
Por toda a vida, movimentarei o ser adiante…
Por toda a vida, viverei como se nunca tivesses morrido…
Por toda a vida, caminharei por Amor…porque a vida é eterna…

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Sinais de esperança, sinais proféticos

Não basta apelar à esperança, há que ser testemunha e agente dessa esperança. “O texto da Bula de Proclamação do Jubileu 2025 identifica alguns sinais de esperança que, neste momento, é urgente protagonizar”, afirma Juan Ambrosio que nos guia pelo itinerário traçado pelo Papa Francisco.

Ler Mais >>

A caminho de El Rocío

Cristiano Cirillo passou por terras da Andaluzia e não podia deixar de peregrinar à Romaria da Virgem de El Rocío. Um olhar atento à história, à devoção mariana que ali se vive e a toda a festa que envolve a peregrinação.

Ler Mais >>

Dia dos Irmãos

“Se não formos fraternos, não somos humanos”, escreve a Comissão Episcopal do Laicado e Família na mensagem para o Dia dos Irmãos que se celebra a 31 de maio.

Ler Mais >>