Hoje é Dia da Mãe. E todos os outros também.

Mãe. Aquela que cuida, que protege, que educa, que partilha o choro nas tristeza e o sorriso nas alegrias. A que nos dá colo enquanto criança e a quem damos colo na velhice. Mãe, há só uma. A nossa, a de cada um.

O dia é apenas uma data. 24h que passam num instante. Mas a Mãe fica sempre. Aquela que cuida, que protege, que educa, que partilha o choro nas tristeza e o sorriso nas alegrias. A que nos dá colo enquanto criança e a quem damos colo na velhice. Mãe, há só uma. A nossa, a de cada um.

Mas neste dia lembramos outras Mães. Aquelas que estão presas, afastadas dos filhos. Aquelas que viram partir aqueles a quem deram a vida. Ou aquelas que, por inúmeros motivos, perderam o rasto daqueles que um dia deram à luz.  Lembramos também outras que assumem o papel de Mãe. As que abrem o coração aos filhos de outros e adotam. Os pais que perante a perda da esposa se vem também no papel de Mãe. E as avós… as avós que nunca deixaram de ser Mães e que continuam a ser as segundas Mães dos netos. 

O dia é apenas uma data. A mãe é eterna.

Obrigado Mãe.

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

31 de maio – Dia dos Irmãos

“Para agradecer e valorizar aquilo que nos foi dado sem termos pedido e que tanto trouxe à nossa vida: os nossos irmãos”, afirma Mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família para o dia dos irmãos.

Ler Mais >>