Papa preside a oração do Rosário pelas vítimas da pandemia

Oração decorre este sábado, pelas 16h30, e une santuários marianos de todo o mundo.

O Papa vai presidir este sábado a uma oração mundial do Rosário pelas vítimas da pandemia, com transmissão online em ligação a alguns dos maiores santuários marianos, incluindo Fátima.

Francisco participa desde a Gruta de Lourdes, nos Jardins do Vaticano, a partir das 17h30 (menos uma em Lisboa), numa cerimónia que assinala o final do mês de maio, particularmente dedicado à Virgem Maria, na tradição católica.

A iniciativa partiu do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização (Santa Sé), cujo presidente, D. Rino Fisichella, enviou uma carta aos reitores dos santuários, pedindo que participem na recitação do Rosário, de acordo com as medidas locais de saúde.

“À luz da situação de emergência causada pela pandemia do coronavírus, que provocou a interrupção da atividade normal de todos os santuários e a interrupção de todas as peregrinações, o Papa Francisco deseja expressar um gesto de proximidade a cada um de vós com a oração do Santo Rosário”, refere o texto divulgado pelo Vaticano.

A iniciativa vai ter representações das pessoas atingidas pela pandemia de Covid-19: médicos, enfermeiros, doentes curados, famílias em luto, capelães, farmacêuticos, jornalistas e voluntários, bem como uma família que acaba de ter um filho, símbolo da esperança.

Além de Fátima, vão estar ligados ao Vaticano, entre outros, os santuários de Lourdes (França), Lujan (Argentina), Guadalupe (México), Elele (Nigéria), San Giovanni Rotondo e Pompeia (Itália) ou o da Imaculada Conceição em Washington (EUA).

Fonte. Agência Ecclesia

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

A sabedoria que parte do coração humano

“Neste tempo que corre o risco de ser rico em técnica e pobre em humanidade, a nossa reflexão só pode partir do coração humano”. É com este pressuposto que Francisco alerta para as potencialidades e perigos da comunicação num mundo cada vez mais complexo da inteligência artificial.

Ler Mais >>

Construímo-nos na relação

Contruímo-nos na relação e a construção da identidade tem uma dimensão relacional e uma dimensão singular. Como cristãos somos chamados a viver a dimensão de Igreja mas também de cidadania e a esperança cristã deve ser testemunhada na vida de cada um mas também na relação com os outros. Ideias saídas do II Fórum Família.

Ler Mais >>

Vinde Espírito Santo!

No contexto do Mistério Pascal, Furtado Fernandes evoca a vinda do Espírito Santo para renovar mentalidades e comportamentos, num mundo dilacerado pelos horrores da guerra.

Ler Mais >>