Cuidar dos outros e da Terra vai dinamizar ano pastoral dos Focos de Esperança

Focos de Esperança: “Levanta-te! Escuta e cuida” é o lema que terá como objetivo “Renovar o Coração Cuidar a Criação” .

O movimento juvenil ligado ao Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF), Focos de Esperança, apresentou o plano pastoral para o próximo ano. “Levanta-te! Escuta e cuida” é o lema que terá como objetivo “Renovar o Coração Cuidar a Criação”, um pressuposto que irá dinamizar a reflexão e a ação da juventude blasiana num ano atípico, onde o agendamento de atividades presenciais estará muito dependente da evolução da pandemia.

Partindo do lema da Jornada Mundial da Juventude (JMJ 2023), «Maria levantou-se e partiu apressadamente» (Lc 1,39), e do tema para este ano do ISCF, «Escutai! Deixai-vos transformar pelo Espírito», os jovens Focos acreditam que a renovação do coração acontece se nos “levantarmos da indiferença que nos torna surdos às necessidades dos nossos irmãos”.

E em ano dedicado, pela Santa Sé, à defesa e proteção da Casa Comum, cinco anos depois da publicação da Laudato si, o objetivo “Renovar o Coração Cuidar da Criação” é “um incentivo a impelir ao compromisso pessoal e de grupo, na construção de uma ecologia integral”.

“A saída apressada de Maria e a sua solicitude materna são a lógica inspiradora deste plano”, pode ler-se no documento programático para o novo ano pastoral, e serão estes pressupostos que irão impelir os jovens a ‘cuidar dos outros e da Terra’, como duas realidades inseparáveis. “Não se pode proteger a Terra e desproteger a vida humana”, afirmam os Focos de Esperança.

O novo ano pretende, assim, assentar em três pilares: “Com Maria aprendemos a oferecer-nos a Deus para o cuidado dos irmãos”; “A consciência de que por desígnio de Deus a pessoa humana é ‘guardiã’ da criação”; “A consciência de que enquanto Focos de Esperança, ‘somos chamados a acender estrelas na noite de outros jovens’ (cf. Christus Vivit, nº 33)”.

Ao longo do próximo ano haverá espaço para refletir sobre outros temas: Existir ou Viver? – Arriscar SER, Cuidar e deixar-se cuidar; Vida: dom e compromisso; A vocação cristã e o compromisso missionário – viver desperto!; e Sê guardião da vida e da “casa comum” = ecologia integral.

Os jovens Focos de Esperança comprometem-se a cultivar a virtude da Esperança e a testemunhá-la no mundo atual, a participar nas atividades paroquiais, diocesanas e nacionais da Pastoral Juvenil, a promover a realização de iniciativas mentoras de esperança e solidariedade e a envolver-se no crescimento do próprio grupo Focos de Esperança.

IM

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Sinais de esperança, sinais proféticos

Não basta apelar à esperança, há que ser testemunha e agente dessa esperança. “O texto da Bula de Proclamação do Jubileu 2025 identifica alguns sinais de esperança que, neste momento, é urgente protagonizar”, afirma Juan Ambrosio que nos guia pelo itinerário traçado pelo Papa Francisco.

Ler Mais >>

A caminho de El Rocío

Cristiano Cirillo passou por terras da Andaluzia e não podia deixar de peregrinar à Romaria da Virgem de El Rocío. Um olhar atento à história, à devoção mariana que ali se vive e a toda a festa que envolve a peregrinação.

Ler Mais >>

Dia dos Irmãos

“Se não formos fraternos, não somos humanos”, escreve a Comissão Episcopal do Laicado e Família na mensagem para o Dia dos Irmãos que se celebra a 31 de maio.

Ler Mais >>