Papa anunciou ano especial dedicado à família

Iniciativa assinala 5.º aniversário da exortação “Amoris Laetitia” e começa a 19 de março.

Por decisão do Papa Francisco vai celebrar-se o Ano “Família Amoris Laetitia”. Terá início a 19 de março de 2021, 5.º aniversário da Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”, e terminará a 26 de junho de 2022, por ocasião do X Encontro Mundial das Famílias em Roma. 

O anúncio foi feito pelo Papa no dia em que  a Igreja assinalou a festa litúrgica dedicada à Sagrada Família (primeiro domingo depois do Natal).

“Vai haver um ano de reflexão sobre a Amoris Laetitia. Será uma oportunidade para aprofundar os conteúdos do documento. Estas reflexões vão ser colocadas à disposição das comunidades eclesiais e das famílias, para os acompanhar no caminho”, indicou Francisco, durante a recitação do ângelus, na biblioteca do Palácio Apostólico do Vaticano.

O Ano “Família Amoris Laetitia” é uma iniciativa que está sob coordenação do Dicastério para os Leigos, Família e Vida e “pretende chegar a todas as famílias do mundo por meio de várias propostas de caráter espiritual e cultural, a serem realizadas nas paróquias, dioceses, universidades, no contexto dos movimentos eclesiais e das associações familiares”, pode ler-se no documento sobre a iniciativa. 
 

“O objetivo é oferecer à Igreja oportunidades de reflexão e estudo para viver concretamente a riqueza da exortação apostólica Amoris Laetitia”, acrescenta o documento.
 

O texto de apresentação remete para o tempo de pandemia que colocou em “evidência o papel central da família como Igreja doméstica e a importância dos laços comunitários entre as famílias”.
 

O Ano “Família Amoris Laetitia” tem como obetivos “difundir o conteúdo da exortação apostólica “Amoris Laetitia”, “anunciar que o sacramento do matrimónio é uma dádiva”, “tornar as famílias protagonistas da pastoral familiar”, “consciencializar os jovens sobre a importância da formação à verdade do amor e ao dom de si” e “alargar o olhar e a ação da pastoral familiar”.
 

Para levar a cabo estes objetivos o documento sugere algumas iniciativas e apela a que outras propostas possam ser implementadas ao nível das igrejas locais.  

Uma das iniciativas já está agendada de 9 a 12 de junho de 2021. Trata-se do  Fórum “A que ponto estamos com a Amoris Laetitia?” Estratégias para a aplicação da exortação apostólica do Papa Francisco” e vai reunir os responsáveis da pastoral familiar das Conferências Episcopais, Movimentos eclesiais e Associações Internacionais de Família.
 

Outra das iniciativas do projeto é a divulgação  de “10 Vídeos Amoris Laetitia” onde o Papa explica os capítulos da exortação apostólica. 
 

Entre outras iniciativas haverá ainda uma Jornada para os avós e os idosos e a iniciativa “Caminhando com as famílias”, 12 propostas pastorais concretas para caminhar com as famílias, inspiradas na Amoris Laetitia.
 

Serão ainda divulgados subsídios sobre  espiritualidade familiar, formação e ação pastoral sobre a preparação do matrimónio, educação dos jovens para a afetividade e sobre a santidade dos casais e das famílias que vivem a graça do sacramento. 

Ao longo do Ano decorrerão ainda simpósios académicos internacionais para aprofundar os conteúdos e implicações da exortação apostólica. 

“Caminhando com as famílias”
12 percursos para aplicar a Amoris Laetitia
 

1- Fortalecer a pastoral da preparação para o matrimónio com novos itinerários catecumenais

2 – Potenciar a pastoral de acompanhamento dos esposos

3 –  Organizar encontros entre pais e filhos sobre a educação dos filhos e sobre desafios mais atuais

– Promover encontros de reflexão e discussão sobre a beleza e as dificuldades da vida familiar

5 – Intensificar o acompanhamento dos casais em crise
6 – Inserir casais de esposos nas estruturas diocesanas e paroquias para configurar a pastoral familiar e a formação dos agentes pastorais, dos seminaristas e dos sacerdotes para que estejam à altura dos desafios de hoje, colaborando com as famílias 

7 – Promover nas famílias a sua natural vocação missionaria
8 – Desenvolver uma pastoral dos idosos

9 – Envolver a pastoral juvenil com iniciativas de reflexão e discussão sobre questões como a família, casamento, castidade, abertura à vida, uso das redes sociais, pobreza, cuidado da criação
10 – Promover a preparação para  o X Encontro Mundial das Famílias

11 – Lançar iniciativas de acompanhamento e de discernimento para as famílias feridas

12 – Organizar nas paróquias e nas comunidades grupos de aprofundamento sobre a “Amoris Laetitia

IM

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Papa denúncia solidão e abandono dos idosos

“Muitas vezes me sucedeu, como bispo de Buenos Aires, ir visitar lares de terceira idade, dando-me conta de como raramente recebiam visitas aquelas pessoas: algumas, há muitos meses, não viam os seus familiares”. Papa denúncia a solidão e o abandono dos mais velhos na mensagem para o IV Dia Mundial dos Avós e Idosos.

Ler Mais >>

Não te abandonarei!

No próximo dia 28 de julho assinala-se o IV Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Na mensagem para este dia, o Papa Francisco denuncia a solidão e o abandono dos mais velhos. Juan Ambrosio pega na mensagem do Papa para nos lembrar que avós e idosos “não são só o passado, são também o presente que nos pode dar a garantia de um futuro mais humano”.

Ler Mais >>

Casamento como ato de amor e coragem

Num tempo marcado pelo efémero e pelo descarte “é preciso tomar a cultura do cuidado em relação ao matrimónio”, afirma o Pe. Quirino Sapalo, autor do livro “Casamento-to Hoje – Um desperdício de tempo ou ato de coragem”.

Ler Mais >>

Dia Mundial da População

Neste mês, a convite da ONU, assinala-se o Dia Mundial da População. Somos mais, mas não estamos equitativamente distribuídos pelas várias regiões do globo. E qual o papel da Igreja no planeamento e desenvolvimento populacional mundial. Murillo Missaci reflete sobre o tema.

Ler Mais >>

Férias “pedagógicas”

Os meses de verão são, para muitas pessoas, sinónimo de férias em família. Para as crianças são um tempo mais descontraído depois das regras e disciplina do ano letivo. Mas cuidado… não se pode ceder a todas as “exigências” das crianças. Jorge Cotovio, avô de cinco netos, deixa algumas dicas para que as crianças não esqueçam as regras básicas de convivência em período de férias.

Ler Mais >>