Movimento de Defesa da Vida apoiou mais de 600 crianças em 2020

Videochamadas e contactos telefónicos foram os meios de chegar às famílias e às crianças em tempo de confinamento.

O Movimento Defesa da Vida (MDV), instituição particular de solidariedade social, apoiou mais de 600 crianças em 2020, observando que um novo confinamento “desafia a estabilidade familiar dos portugueses”.
 

Num comunicado enviado à Agência Ecclesia, o MDV contabiliza um total de apoios a “434 famílias e 611 crianças”, que lhes permitiu encontrar um “espaço seguro e de tranquilidade” junto dos seus familiares.
 

“Reinventamo-nos e, seja através de videochamadas ou de contactos telefónicos mais frequentes, conseguimos que não deixassem de sentir que estávamos lá, à distância de um clique, a qualquer hora. E isso resultou no apoio a mais de 400 famílias e mais de 600 crianças, durante todo o ano”, explica Mariana Mira Delgado, da Comissão Executiva do MDV.
 

Segundo a responsável, a instituição sem fins lucrativos, que preserva os valores da família e atua na proteção de crianças em risco, “sofreu constrangimentos fortes” na sua atuação em tempo de pandemia.
 

“A impossibilidade de apoiarmos com proximidade e presencialmente as famílias criou desafios à intervenção mais direta junto de todos os elementos do agregado familiar, tornando-se imperativo arranjarmos outras formas, mais criativas de chegar, sobretudo, as crianças e jovens nessa fase”, acrescenta.
 

O Movimento Defesa da Vida destaca o seu projeto central – ‘Projeto Família’ – que presta apoio às necessidades das crianças dentro do seio familiar, para “evitar que crianças e jovens sejam institucionalizados”.
 

MDV, instituição particular de solidariedade social que tem como missão a promoção da dignidade da pessoa e da unidade familiar, está a apelar à solidariedade com a campanha de consignação do IRS, com o mote ‘Desconfine o seu IRS’, que, anualmente, é uma “ajuda importante” na realização de todas as suas atividades.

Fonte: Agência Ecclesia

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

A sabedoria que parte do coração humano

“Neste tempo que corre o risco de ser rico em técnica e pobre em humanidade, a nossa reflexão só pode partir do coração humano”. É com este pressuposto que Francisco alerta para as potencialidades e perigos da comunicação num mundo cada vez mais complexo da inteligência artificial.

Ler Mais >>

Construímo-nos na relação

Contruímo-nos na relação e a construção da identidade tem uma dimensão relacional e uma dimensão singular. Como cristãos somos chamados a viver a dimensão de Igreja mas também de cidadania e a esperança cristã deve ser testemunhada na vida de cada um mas também na relação com os outros. Ideias saídas do II Fórum Família.

Ler Mais >>

Vinde Espírito Santo!

No contexto do Mistério Pascal, Furtado Fernandes evoca a vinda do Espírito Santo para renovar mentalidades e comportamentos, num mundo dilacerado pelos horrores da guerra.

Ler Mais >>