“Em família às quintas” aborda o luto na família

A 7ª sessão da iniciativa do SDPF de Coimbra decorre no próximo dia 15 de abril e tem como tema “Luto na Família”

“Luto na família” é o tema da próxima edição da iniciativa “Em família às quintas”, promovida pelo Secretariado Diocesano da Pastoral da Família (SDPF) de Coimbra.

Será uma sessão online conduzida por Hugo Monteiro, com apoio de Catarina Esteves, e que tem como convidados o Pe. Nuno Santos, Célia Filipe e Helena Sacadura Botte.

Será a 7ª sessão desta iniciativa mensal e terá lugar no dia 15 de abril, pelas 21h30, com transmissão na página Facebook do Secretariado Diocesano da Pastoral da Família de Coimbra.

Segundo o SDPF, a iniciativa “Em família às quintas”  é uma oportunidade de dialogar e formar sobre temas da pastoral da família na sociedade atual e também neste tempo de COVID 19. 

Em baixo, poderá ver ou rever as emissões anteriores das conversas “Em família às quintas”.

 “Ser Família Hoje -22.10.2020

 “Quando a Doença chega à Família”-26.11.2020

  “A família como casa de Deus”  – 17.12.2020

“(DES)Equilíbrio trabalho e família” – 21.01.2021

“A Violência na Família” – 18.02.2021

 “Perdão na Família -18.03..2021

 “Luto na Família” -15.04.2021

IM

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

A sabedoria que parte do coração humano

“Neste tempo que corre o risco de ser rico em técnica e pobre em humanidade, a nossa reflexão só pode partir do coração humano”. É com este pressuposto que Francisco alerta para as potencialidades e perigos da comunicação num mundo cada vez mais complexo da inteligência artificial.

Ler Mais >>

Construímo-nos na relação

Contruímo-nos na relação e a construção da identidade tem uma dimensão relacional e uma dimensão singular. Como cristãos somos chamados a viver a dimensão de Igreja mas também de cidadania e a esperança cristã deve ser testemunhada na vida de cada um mas também na relação com os outros. Ideias saídas do II Fórum Família.

Ler Mais >>

Vinde Espírito Santo!

No contexto do Mistério Pascal, Furtado Fernandes evoca a vinda do Espírito Santo para renovar mentalidades e comportamentos, num mundo dilacerado pelos horrores da guerra.

Ler Mais >>