“Família sujeito de Evangelização” é o tema da Jornada Nacional da Pastoral Familiar

Jornada Nacional da Pastoral Familiar decorre no dia 13 de novembro no Seminário de Leiria.

“As famílias cristãs são, pela graça do sacramento nupcial, os sujeitos principais da pastoral familiar”,  pode ler-se no ponto 200 da Exortação Amoris Laetitia.   

Foi a partir deste ponto quea Comissão Episcopal do Laicado e Família e o Departamento Nacional da Pastoral Familiar lançaram o mote para a sua jornada anual que este ano têm por tema “Família sujeito de Evangelização”.

O evento decorrerá ao longo do próximo dia 13 de novembro, no Seminário de Leiria, e tem orientação do padre Ricardo Freire, membro da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos).

Segundo os promotores, “partilhar ideias e definir estratégias que permitam contribuir para que as famílias se tornem verdadeiramente «os sujeitos principais da pastoral familiar» (AL 200), numa clara implementação prática de um processo sinodal, envolvendo dioceses e movimentos” é um dos principais objetivos da jornada.  

Mas o dia de trabalhos pretende também “que os participantes ensaiem um percurso de discernimento pastoral, reforçando competências e fomentando o entusiasmo necessário para, se assim o entenderem, o aplicarem nas suas estruturas pastorais”.

A jornada quer ter um  formato  “menos expositivo e mais de comunhão de ideias e opiniões”, totalmente alinhado com o percurso sinodal lançado pelo Papa Francisco. 

O objetivo é que os participantes – delegados das várias dioceses e movimentos – adquiriam uma formação prática capaz de dinamizar  as “suas realidades pastorais”.

IM

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

A sabedoria que parte do coração humano

“Neste tempo que corre o risco de ser rico em técnica e pobre em humanidade, a nossa reflexão só pode partir do coração humano”. É com este pressuposto que Francisco alerta para as potencialidades e perigos da comunicação num mundo cada vez mais complexo da inteligência artificial.

Ler Mais >>

Construímo-nos na relação

Contruímo-nos na relação e a construção da identidade tem uma dimensão relacional e uma dimensão singular. Como cristãos somos chamados a viver a dimensão de Igreja mas também de cidadania e a esperança cristã deve ser testemunhada na vida de cada um mas também na relação com os outros. Ideias saídas do II Fórum Família.

Ler Mais >>

Vinde Espírito Santo!

No contexto do Mistério Pascal, Furtado Fernandes evoca a vinda do Espírito Santo para renovar mentalidades e comportamentos, num mundo dilacerado pelos horrores da guerra.

Ler Mais >>