O Menino que sonhava ser Padre

A partir da encenação/representação levada a cabo para assinalar o dia do Fundador, em 13 de Março de 2012, surgiu o projeto desta publicação

A partir da encenação/representação levada a cabo para assinalar o dia do Fundador, em 13 de Março de 2012, surgiu o projeto desta publicação. Baseado na história real de Joaquim Alves Brás, este livro apresenta as cenas e os episódios em que as crianças do «Botãozinho» são atores e desenhadores. Orientadas pela equipa pedagógica, estas crianças encarnaram a mesma história, dando a conhecer de forma adequada a vida do Padre Brás, para que o mesmo possa ser conhecido por todas as faixas etárias. Com esta iniciativa pedagógica e lúdica, o «Botãozinho» procura mostrar a força do exemplo do menino Joaquim, a sua coragem, a sua atenção aos outros e a sua generosidade sem limites, numa linguagem simples, acessível e original.

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Sinais de esperança, sinais proféticos

Não basta apelar à esperança, há que ser testemunha e agente dessa esperança. “O texto da Bula de Proclamação do Jubileu 2025 identifica alguns sinais de esperança que, neste momento, é urgente protagonizar”, afirma Juan Ambrosio que nos guia pelo itinerário traçado pelo Papa Francisco.

Ler Mais >>

A caminho de El Rocío

Cristiano Cirillo passou por terras da Andaluzia e não podia deixar de peregrinar à Romaria da Virgem de El Rocío. Um olhar atento à história, à devoção mariana que ali se vive e a toda a festa que envolve a peregrinação.

Ler Mais >>

Dia dos Irmãos

“Se não formos fraternos, não somos humanos”, escreve a Comissão Episcopal do Laicado e Família na mensagem para o Dia dos Irmãos que se celebra a 31 de maio.

Ler Mais >>