Luís Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini, patronos do EMF 2022

O primeiro casal a ser beatificado é o padroeiro do Encontro Mundial das Famílias 2022. Iniciativa decorre de 22 a 26 de junho.

O Vaticano apresentou hoje, em conferência de imprensa, Luís Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini, primeiro casal a ser beatificado pela Igreja Católica, como padroeiros do Encontro Mundial das Famílias (EMF), que decorre de 22 a 26 de junho.

A beatificação aconteceu 21 de outubro de 2001, numa celebração presidida por São João Paulo II, por ocasião do 20.° aniversário da Exortação Apostólica ‘Familiaris consortio’.

Luís Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini celebraram o seu matrimónio a 25 de novembro de 1905, em Roma, e tiveram quatro filhos.

João Paulo II disse, na cerimónia de beatificação, que o casal representa “uma singular confirmação de que o caminho da santidade, vivido juntos, é possível, maravilhoso, e extraordinariamente fecundo, fundamental para o bem da família, a Igreja e da sociedade”.

O anúncio é divulgado às famílias de todo o mundo, numa carta assinada pelo cardeal Angelo De Donatis, vigário-geral do Papa para a Diocese de Roma.

“Edificados pelo testemunho de fé deles, confiamos aos Beatos Luigi e Maria todas as famílias do mundo, especialmente os feridos e em dificuldade, provados pela pobreza, pela doença e pela guerra”, pode ler-se.

O EMF 2022 vai decorrer num formato inédito, com eventos em cada diocese católica, em ligação digital com Roma, que acolhe 2 mil delegados de Conferências Episcopais e dos movimentos internacionais empenhados na Pastoral Familiar.

A conferência de imprensa desta tarde apresentou o programa, que conta com um “Festival das Famílias”, um Congresso Pastoral e a Missa na praça de São Pedro, presidida pelo Papa Francisco, a 25 de junho; o EMF conclui-se no Vaticano, com a recitação dominical do ângelus e o envio das famílias.

Gabriella Gambino, subsecretária do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (Santa Sé), detalhou os vários temas que vão ser tratados, assinalando que, ao contrário de edições interiores, este EMF “não terá conferências estruturadas academicamente, com conteúdos teológico-doutrinais”, mas quer ser “um momento de encontro, escuta e debate”, contando com o contributo de casais de todo o mundo – 62 relatores, de 17 países.

Leonardo Nepi, responsável do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, indicou que este organismo, através de um fundo de solidariedade, assumiu o compromisso de “apoiar financeiramente as Conferências Episcopais que pediram ajuda financeira para enviar uma delegação a Roma”, incluindo a Ucrânia.

170 delegações, de mais de 120 países, vão participar no congresso teológico-pastoral, na sua maioria famílias, representando 75% dos delegados.

Walter Insero, diretor do Departamento das Comunicações Sociais da Diocese de Roma, apresentou o “Festival das Famílias”, de 22 de junho, que inaugura este ano EMF, com momentos musicais e testemunhos de vida, incluindo o de uma família italiano que acolheu refugiados ucranianos.

O responsável destacou que o EMF será integralmente transmitido ao vivo, através do site oficial do evento, romefamily2022.com, e pelo Dicastério para Comunicação da Santa Sé, além da presença nas redes sociais.

Em setembro de 2021, os organizadores lançaram a oração, o site e a imagem oficial do evento, esta última criada pelo padre Marko Ivan Rupnik.

O tema do EMF 2022 é ‘O Amor em família: vocação e caminho de santidade’ e decorre após o adiamento de um ano, por causa da pandemia.

O Papa anunciou a realização do evento neste novo formato, a 2 de julho de 2021, destacando que, nas edições anteriores, a maior parte das famílias ficava em casa e “o encontro era visto como uma realidade distante, no máximo acompanhada pela televisão, ou desconhecida para a maioria das famílias”.

Francisco falou numa organização “multicêntrica e disseminada” para promover a participação das comunidades diocesanas do mundo inteiro.

A Igreja Católica está a viver um Ano ‘Família Amoris Laetitia’, que começou na solenidade de São José (19.03.2021), e decorre até à celebração em Roma (26.06.2022).

O 10.º EMF deveria ter decorrido em 2021, mas foi adiado devido à pandemia de Covid-19.

Fonte: Agência Ecclesia

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Juntos na Esperança

Instabilidade económica e social marcam o arranque do ano 2023 e o futuro é visto com apreensão. Uma radiografia cinzenta do mundo em que vivemos onde o teólogo Juan Ambrosio descortina sinais de esperança.

Ler Mais >>

Obrigado!

Campanha de Angariação de Fundos está a equipar duas novas salas de aula, com 50 secretárias escolares, no Complexo Missionário Brazita em Cabinda, Angola, a cargo das Cooperadoras da Família.

Ler Mais >>