AIC contra fim da obrigatoriedade de publicação em jornais regionais

Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC) aprovou voto de protesto contra a dispensa da publicação obrigatória nos jornais regionais das candidaturas aprovadas por fundos comunitários no âmbito do Portugal 2030.

A AIC – Associação de Imprensa de Inspiração Cristã apela ao Governo que reverta o decreto-lei 5/2023 que passa a dispensar da publicação obrigatória nos jornais regionais das candidaturas aprovadas por fundos comunitários no âmbito do Portugal 2030.

Segundo a AIC, esta orientação legal, ao contrário da existente para os fundos do Portugal 2020, “é penalizadora para as comunidades locais que, desta forma, acabam por ficar privadas da informação sobre os investimentos apoiados pela União Europeia aprovados para as suas regiões”. Por outro lado a nova legislação não vem contribuir “para a boa governança e transparência da aplicação dos dinheiros públicos”, escreve a AIC num voto de protesto aprovado em Assembleia Geral, a 31 de março, em Fátima.

A Associação de Imprensa de Inspiração Cristã afirma ainda que esta decisão do Governo “vem contribuir ainda mais para o desinvestimento da publicidade institucional na imprensa regional, a mesma que o Estado tem o dever e a obrigação de proteger”. A AIC lembra “o agravamento das dificuldades económicas que comprometem a sobrevivência do setor e que já levou ao desaparecimento de inúmeros títulos no território nacional”.

A AIC  pede ao governo que “assuma o compromisso de tudo fazer para que a publicidade institucional seja canalizada para os jornais regionais, como sinal da importância que a comunicação social local tem para a coesão nacional e para a literacia cívica do país”. A Associação de Imprensa de Inspiração Cristã manifesta a sua disponibilidade “para colaborar com o Estado no cumprimento objetivo desta medida no terreno”.

IM

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Relacionado

Outras Notícias

Cultura do descarte

“A cultura do descarte é uma das mais significativas sequelas do vírus do narcisismo”, escreve Furtado Fernandes num artigo que reflete sobre o provisório e o efémero que caracterizam a atualidade.

Ler Mais >>

Em Roma, uma Igreja que fala português

Uma eucaristia em Roma para fazer memória das virtudes heroicas do Pe. Alves Brás deu o mote à rubrica mensal de Cristiano Cirillo pela beleza da espiritualidade em viagem. Por entre a vida e Obra do Fundador da Família Blasiana, ficamos a conhecer a Igreja de Santo António dos Portugueses em Roma.

Ler Mais >>

Padre Joaquim Alves Brás celebrado em Roma

Com os olhos postos no centenário da sua ordenação sacerdotal, o Pe. Alves Brás foi celebrado em Roma por ocasião das datas do seu nascimento e morte. A Igreja de Santo António dos Portugueses acolheu a celebração eucarística e Murillo Missaci conta-nos os pormenores.

Ler Mais >>

Celebrar e fazer acontecer o novo e a novidade

Num tempo de interpelações e desafios constantes “não nos podemos esquecer deste recomeço, desta novidade e deste novo que cada Páscoa nos lembra e volta a fazer acontecer”, diz-nos Juan Ambrosio na sua crónica mensal para o Jornal da Família.

Ler Mais >>