Dia Mundial das Comunicações Sociais – Papa alerta para os perigos das notícias falsas

Dia Mundial das Comunicações Sociais – Papa alerta para os perigos das notícias falsas
Francisco convida a prevenir a difusão das notícias falsas e a “redescobrir o valor da profissão jornalística”, sublinhando a responsabilidade pessoal de cada um na “comunicação da verdade”.

A Igreja assinala hoje o Dia Mundial das Comunicações Sociais. A mensagem divulgada a 24 de janeiro, por ocasião da Festa Litúrgica de São Francisco de Sales,  alerta este ano para as consequências da difusão das chamadas “fake news”, as notícias falsas, com objetivos económicos ou políticos, que levam ao ódio e ao conflito.

O drama da desinformação é o descrédito do outro, a sua representação como inimigo, chegando-se a uma demonização que pode fomentar conflitos. Deste modo, as notícias falsas revelam a presença de atitudes simultaneamente intolerantes e hipersensíveis, cujo único resultado é o risco de se aumentar a arrogância e o ódio”, escreve o Papa Francisco, na mensagem para o 52.º Dia Mundial das Comunicações Sociais. O texto divulgado pela Santa Sé tem como título “«A verdade vos tornará livres (Jo 8,32)». Fake news e jornalismo de paz”.

Francisco convida a prevenir a difusão das notícias falsas e a “redescobrir o valor da profissão jornalística”, sublinhando a responsabilidade pessoal de cada um na “comunicação da verdade”.

Domingo, 13 de Maio de 2018