EMRC passa a integrar oferta formativa dos cursos profissionais

EMRC passa a integrar oferta formativa dos cursos profissionais
Novo programa Modular indica que é «de oferta obrigatória e de frequência facultativa» e com carga horária «nunca inferior a 81 horas»

A disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) vai passar a integrar as matrizes dos cursos profissionais no próximo ano letivo, como “disciplina de oferta obrigatória e de frequência facultativa”.

“A partir do ano letivo que agora termina, através da publicação do Decreto-Lei nº 55/2018, de 6 de julho, a EMRC passou a integrar as matrizes dos cursos profissionais, como «disciplina de oferta obrigatória e de frequência facultativa, com uma carga horária nunca inferior a 81 horas, a distribuir pelos três anos do ciclo de formação»”, refere um comunicado do Secretariado Nacional de Educação Cristã (SNEC) enviado à Agência Ecclesia.

A disciplina de EMRC encontra-se já presente no sistema de ensino regular, numa oferta desde o 1º ciclo até ao ensino secundário.

O comunicado dá conta que foi publicado “um novo programa Modular especialmente orientado para a formação «ética e moral» dos alunos que frequentam o ensino profissional no ensino secundário” com o objetivo de ajudar no “desenvolvimento do sentido crítico dos alunos”.

“Esta realidade vem colocar novas questões éticas e problematizar valores anteriormente dados por adquiridos. As oportunidades que se abrem com este desenvolvimento trazem, por outro lado, novas e maiores responsabilidades”, pode ler-se no documento agora tornado público e divulgado pelo SNEC.

Os responsáveis pela disciplina afirmam a oportunidade de ajudar os alunos a “desenvolver o sentido crítico, ético, pessoal e social, capacitando-os para questionar, interpretar e atribuir sentido a quanto vivem e observam” na procura de um “sentido pessoal e comum”.

Fonte: Agência Ecclesia

Quinta, 4 de Julho de 2019