Férias “pedagógicas”

Os meses de verão são, para muitas pessoas, sinónimo de férias em família. Para as crianças são um tempo mais descontraído depois das regras e disciplina do ano letivo. Mas cuidado… não se pode ceder a todas as “exigências” das crianças. Jorge Cotovio, avô de cinco netos, deixa algumas dicas para que as crianças não esqueçam as regras básicas de convivência em período de férias.

«A reforma dos urinóis»

O projeto lei que estabelece o quadro jurídico para criar condições nas escolas para garantir “o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e o direito à proteção das características sexuais de cada pessoa” não foi promulgado pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa. Mas Jorge Cotovio acredita que “mais ano menos ano” irá ser aprovado, por isso apela ao esclarecimento das gerações mais novas nesta matéria.

CAF – Coimbra, 25 anos a escutar e a apoiar famílias fragilizadas

“O CAF tem sido uma história de generosidade, uma história de amor de muita gente para com a família”, afirmou D. Virgílio Antunes por ocasião da celebração dos 25 anos do CAF – Centro de Aconselhamento Familiar de Coimbra. Uma celebração que serviu para olhar o passado e projetar o trabalho do CAF perante a complexidade da realidade familiar dos dias de hoje.

Maria-vai-com-as-outras…

O processo de criação de autonomia nas crianças e jovens é um processo que deve contar com o papel da família e da escola. Crescer em autonomia é também crescer com espírito crítico. Jorge Cotovio fala dos filhos e netos “Maria-vai-com-as-outras” que vão “na onda”, sem questionarem o que veem ou o que ouvem.

Haverá anos letivos tranquilos?

Um olhar pelo passado para constatar que a instabilidade do presente não é algo novo. E em matéria de educação, mais do que lamentar a “instabilidade ” do arranque de mais um ano letivo, há que transmitir “serenidade e confiança às crianças e aos jovens”. O artigo de Jorge Cotovio na edição de novembro do Jornal da Família.

Educar para a verdade

“No meio de tanta mentira e de meias-verdades de adultos (…) como educar os filhos para a verdade?, pergunta Jorge Cotovio. Uma resposta “simples” mas de “cumprimento difícil”, confessa.

Os abusos sexuais e a sua abordagem às crianças

“Como falar destas questões às crianças?”, pergunta Jorge Cotovio. A resposta(s) é “extremamente difícil de dar”, reconhece, mas é um assunto que deve ser abordado no seio da família.

Escola em alta tensão

É urgente “valorizar e dignificar a profissão docente”, defende Jorge Cotovio num artigo sobre o ensino e a importância do professor, numa altura em que a Escola vive tempos de “tensão”.

Bom dia, meu irmão!

Jorge Cotovio andou por terras de missão. Passou duas semanas na missão católica da cidade das Neves, distrito de Lembá, em S. Tomé e Príncipe, a cargo das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição – CONFHIC. Uma experiência que partilhou no Jornal da Família.